institucional
programa 1 milão de rodas
voluntários
notícias
agenda de eventos
parceiros
links de interesse
contato


A Fundação BRASILCAMPEÃO seleciona e prepara pessoas apaixonadas e
conscientes para atuar como mediadores de leitura.
Saiba mais >>


Roda no Cine Favela tem evento de despedida

Quando você pensa em leitura, lembra de espaços silenciosos e organizados? Pois aqui no Cine Favela, no Jardim Ibirapuera, os livros vêm acompanhados de gritos alegres, de pernas velozes e de risadas barulhentas.

O espaço é composto por duas grandes alas, divididas por uma mureta que serve de banquinho. No canto esquerdo, sobre um tapete vermelho, um grupo de nove crianças solta a voz com uma folha na mão. No papel, mensagens de fim de ano para a apresentação que acontecerá em pouco.

Matheus, Rafael, Pedro, Luciano, os Vinícius, Beatriz, Wesley e a pequena Bárbara. É deles o cenário, que foi construído em conjunto. Boa parte já se conhecia antes do início da Roda, principalmente porque são vizinhos ou moram a poucas ruas de distância. Mas a sucessão de encontros proporcionou um conhecimento maior, um olhar diferenciado.

Hoje, 19 de dezembro, é a última Roda do ano. “Vou sentir muita falta de vir para cá”, confessa Matheus Silva, com a vivacidade de seus 12 anos.

A festa é aberta à comunidade. Simone Vicente, moradora local, é mãe de cinco filhos e “aproveita a oportunidade para oferecer um lazer às crianças”. Alguns participantes da Roda também trouxeram a família. A mãe de Wesley Santos, 09, Luciane Santos, afirma querer que o Programa continue no próximo ano. “Percebi o quanto meu menino tem se desenvolvido”.

Tudo no local era muito colorido. Havia balões brancos, pretos, rosa e amarelos. Os tapetes também traziam diversidade: roxo, verde, vermelho e azul. Até os sorrisos e olhares eram multicolores, carregados do melhor da vida.

O organizador do espaço é Anderson Agostinho, voluntário do Programa desde julho de 2009. Ele é também criador da proposta do Cine Favela, com mostras audiovisuais no escadão da comunidade. “Quero levar ao pessoal uma vida menos sofrida e pesada”, diz.

E na Fundação Dixtal que Anderson conheceu Eda Luiz, coordenadora do Cieja – Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos – Campo Limpo. Ele a convidou para mediar uma Roda com os freqüentadores do Cine. A paixão foi imediata, fato que fez com que a educadora voltasse mais vezes, inclusive para ajudar na elaboração da festa.

Foi com Eda que eles vivenciaram a Roda mais memorável, feita com o livro O Menino Maluquinho, de Ziraldo. “Eu disse ao Anderson que precisava de maio concretude em seus sonhos. Mas que, juntos, somos capazes de realizá-los”, contou a educadora.

Rua Geraldo Fraga de Oliveira, 624/628 | Jd. S. Luis - São Paulo - SP | CEP 05843-000 | Fone: 11 5852-5452