institucional
programa 1 milão de rodas
voluntários
notícias
agenda de eventos
parceiros
links de interesse
contato


A Fundação BRASILCAMPEÃO seleciona e prepara pessoas apaixonadas e
conscientes para atuar como mediadores de leitura.
Saiba mais >>


O Sacolão das Artes: democracia pela arte


Nada de frutas, verduras ou qualquer produto que lembre uma quitanda. Há três anos o espaço Sacolão das Artes, no Parque Santo Antônio, atua com programações socioculturais para a comunidade local. O bairro, apesar de toda a efervescência de diversos movimentos de cultura e arte, carecia de um ambiente que alocasse esses grupos, que servisse tanto de ponto de encontro, como de referência para a sociedade os acessar.


Localizado no terreno onde ficava um sacolão da prefeitura, o espaço foi desativado por já não cumprir com sua missão de ofertar produtos alimentícios por preço mais acessível à comunidade de baixa renda. É então, com o espaço vazio, os moradores reivindicaram o uso do local como polo de cultura no bairro.


Atualmente, diversas atividades são desenvolvidas no interior do Sacolão das Artes, que vão de aulas de teatro às Rodas de leitura, promovidas pela Fundação Dixtal. Todas as iniciativas são gratuitas e abertas à participação comunitária. E é assim desde sua inauguração em 25 de agosto de 2007.


O espaço é freqüentado, principalmente, pelas crianças da região. “Os adultos são mais relutantes, a apropriação é gradativa”, explicou Kátia Alves, integrante do coletivo gestor da instituição e também do grupo de teatro Brava Companhia. De fato, sempre tem muita gente circulando pelo ambiente e, mesmo as que só passam pela calçada, perguntam da programação do dia e prometem voltar mais tarde.


O Sacolão das Artes enfrenta problemas financeiros. Hoje, conta com a colaboração da subprefeitura e os próprios grupos recolhem recursos, com suas atividades externas, que investem para a melhoria do local.. Ainda assim, as reformas são lentas pois os recursos financeiros não fazem frente às necessidades.


No local funcionam duas Rodas mantidas pela Fundação Dixtal. Uma acontece com crianças de, em média nove anos, e é mediada por João Pires. A outra acontece com senhoras e tem a participação da voluntária Geralda Aparecida. “Este é um público muito legal, pois são senhoras que mostram que o aprendizado, a leitura, não tem idade”, diz Kátia.


Junto a Rita Maria, que também integra a equipe gestora, Kátia confessa que há dificuldade para instalar uma gestão popular e democrática. “Queremos implementar um formato onde haja um senso comum”, confessam. E completam dizendo que a busca continua, mesmo com os eventuais tropeços do caminho.


E, com poucas palavras, ambas resumem o porquê do Sacolão das Artes existe: “É para fazer valer o direito de acesso dos cidadãos aos bens culturais”, define Kátia, que é complementada por Rita: “E facilitar o acesso a isso, por meio do teatro, da música. E criar um espaço de reflexão, questionamento. Só assim faz sentido”.

Rua Geraldo Fraga de Oliveira, 624/628 | Jd. S. Luis - São Paulo - SP | CEP 05843-000 | Fone: 11 5852-5452